ERRATAS

À página 20, o nome do humanista é Giorgio Merula, segundo grafia italiana.

 

No fim da página 85, à afirmação “isto é, 365 estádios”, faltaram os colchetes, pois é uma explicação e não consta no texto latino.

 

À página 88, Teodectes é a forma correta, e não Teodecte.

 

À página 119, “isto foi feito não por causa”, sem a vírgula que foi indevidamente inserida.

 

À página 217, na citação deve-se desconsiderar “e,”, de modo que a forma correta é “de fato, aquilo que é acrescido”

 

 À página 210, o nome Gaio apareceu repetido.

 

À página 221, há erro de digitação em “merncionado”, cuja forma correta é “mencionado”.

Capa_O_Livro_dos_Espetáculos.png
CAPA_Candomblé.jpg

À página 13, do Prefácio, onde consta:

 

Com o conceito de escola, Babá Rivas Ty Ògìyàn ratifica “as múltiplas formas de vivenciar e praticar as religiões afro-brasileiras” (Rivas Neto, 2010, p. 23), o que pressupõe a passagem e transmissão de fundamentos por meio da oralidade.

 

O ano correto é 2012, conforme as referências:

RIVAS NETO. F. Escolas das religiões afro-brasileiras: tradição oral e diversidade. 1 ed. ampl. 1 reimpressão. São Paulo: Arché, 2012.

Social Midia Icons-02.png
Pilha de Livros
Livro Branco
Screen Shot 2016-11-03 at 11.25.02
Lendo na rede
Escrevendo_a_mão
Livro hearttt
LOGOS Família Arché-01.png
LOGOS Família Arché-02.png
LOGOS Família Arché-03.png

Onde a oralidade e a escrita se encontram.