A Série OICD - HISTÓRIA E TRADIÇÃO resulta de parceria da Aláfia com a Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino para produzir livros que englobem a história e tradição dessa instituição religiosa sem fins lucrativos fundada em 1970 por F. Rivas Neto (Pai Rivas) e hoje dirigida por Mãe Maria Elise Rivas.

 

     A OICD - Escola de Iniciação desde 1970 atua nos três núcleos das religiões afro-brasileiras, a saber: umbandas, encantarias e candomblé, com Casas em São Paulo e Itanhaém, com centenas de membros e milhares de pessoas que as frequentam todos os anos.

 

     Esta atuação como agência promotora de saúde se expande para além dos terreiros, de modo que a OICD manteve de 2003 a 2016 a primeira e única instituição de ensino superior no país no âmbito da teologia afro-brasileira, a FTU (Faculdade de Teologia Umbandista com ênfase em religiões afro-brasileiras).

 

     Também promove Workshops e publicações várias a fim de proporcionar informações e conhecimentos no âmbito das religiões afro-brasileiras, de sua ética, de sua etnomedicina, de sua fé.

 

Clique aqui para assistir a um vídeo sobre esta obra histórica.

OICD - Escola de Iniciação desde 1970 Vigência 2019

R$50,00Preço
  • CARACTERÍSTICAS

    Autor: OICD - Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino

    Formato: 14 x 21 cm

    Edição: 1 - Volume I

    Série: OICD - História e tradição

    Ano: 2019

    Páginas: 256

    Acabamento: Brochura

    ISBN: 978-85-93856-05-1

     

    *Livro com fotografias

  • RESENHA

         O que é importante para você? As respostas variam, porém não poucas pessoas dizem que a busca pela felicidade dá sentido à vida e com isso justificam suas escolhas e atitudes perante o mundo e os outros. Outras tantas passam por momentos na vida em que não conseguem ou não sabem responder. Este livro apresenta uma instituição que, em suas atuações várias, dá caminhos para responder a essa pergunta.

     

         É a Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino – Escola de Iniciação nas religiões afro-brasileiras, instituição religiosa sem fins lucrativos fundada em 1970 por Francisco Rivas Neto, que lutou para estruturar uma instituição que respeitasse as religiões afro-brasileiras e sua diversidade. Pais Rivas, como era conhecido, bem como era ainda chamado Babá Rivas Ty Ògìyàn e Mestre Arapiaga, dedicou mais de meio século de sua vida para acolher e lidar com problemas dos outros. E fazia isso a partir da espiritualidade, iluminando os caminhos para o mundo dos ancestrais, dos Orixás. Para tanto, erigiu Casas de Santo em São Paulo e em Itanhaém, no âmbito das Umbandas, das Encantarias e dos Candomblés: sem distinção, nem hierarquia entre essas escolas – conceito por ele cunhado.          

     

         Pai Rivas entendia que as demais esferas da vida, quais sejam, econômica, socioafetiva e cultural, derivam ou são reflexos da espiritualidade, de modo que as doenças que acometem o mundo natural, muita vez, têm origem no mundo sobrenatural. É por isso que, além dos atendimentos públicos e gratuitos nos seus terreiros, Pai Rivas sempre promoveu eventos socioculturais como forma de contribuir com o desenvolvimento humanitário. Formou uma comunidade – Egbé – com centenas de filhos de santo: pessoas que também situam a espiritualidade no ponto mais importante de suas vidas.

     

         Após sua passagem para “o mundo dos mais vivos”, como dizia, em maio de 2018, o comando da OICD, por sua vontade e determinação do mundo sobrenatural, passa aos cuidados de Mãe Maria Elise Rivas (Íyá BêTy Ogodô e Mestra Yamaracyê), que esteve ao seu lado por 40 anos ininterruptos. No livro há um capítulo sobre a trajetória  de Pai Rivas nas religiões afro-brasileiras, o que possibilitou a formação da OICD e seus vários terreiros.

     

         Com esta obra – que inaugura a Série OICD – História e Tradição, Mãe Maria Elise Rivas apresenta um pouco da história dessa instituição, da vida de seu fundador, Pai Rivas, e como se estrutura a Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino como Escola de Iniciação nas religiões afro-brasileiras, com textos sobre Tradição, sobre Iniciação nas escolas de Umbandas, Encantarias e Candomblé da OICD, fotografias, cronograma de atividades, entre outros. Sobretudo, é o primeiro capítulo de uma história real de fé, dedicação e, nas palavras de Mãe Maria Elise Rivas, resistência contra a dor do mundo.

  • Lançamento 17/02/18

    Pedidos feitos antes do lançamento serão postados somente a partir do dia 18/02/2019.

Social Midia Icons-02.png
LOGOS Família Arché-01.png
LOGOS Família Arché-02.png
LOGOS Família Arché-03.png

Onde a oralidade e a escrita se encontram.