Em nossos dias, o isolamento cultural é cada vez mais difícil de ocorrer. O conceito de sincretismo, tal como o de hibridismo, nos ajuda a compreender alterações culturais que acompanham o contato entre povos diferentes. 

O sincretismo não deve ser encarado necessariamente como decorrente de dominação de uma sociedade sobre outra; é frequentemente desencadeado por necessidade de adaptação e atrelado a mudança de identidade.

Em Repensando o sincretismo, Sergio Ferretti apresenta e analisa a visão de diferentes autores sobre o tema e dá uma contribuição relevante ao debate sobre mudanças culturais decorrentes de contatos entre populações diferentes. Ferretti assinala que, apesar de ter recebido muitas críticas e ser rejeitado por muitos, em razão de sua identificação com a dominação colonial, o conceito de sincretismo continua a ser bastante utilizado e tem se mostrado importante na análise da cultura brasileira.

Mundicarmo Ferretti

Antropóloga – PPGCS/UFMA

REPENSANDO O SINCRETISMO

REF: 0002
R$55,00Preço
  • CARACTERÍSTICAS

    Autor: Sérgio Ferretti

    Formato: 16 x 23

    Páginas: 280

    Edição: 2

    Ano: 2013

    Acabamento: Brochura

    ISBN: 97885-65742-06-1

    ISBN: 85-314-1448-2 (2ª Edição Coeditora Edusp)

Social Midia Icons-02.png
LOGOS Família Arché-01.png
LOGOS Família Arché-02.png
LOGOS Família Arché-03.png

Onde a oralidade e a escrita se encontram.